Skip to content

François Muleka, franco-difusor de perfumes

27/01/2012


 
 

Esta semana, em algum momento, reiterei a percepção de que músico bom é também gente boa. O ser humano que faz o som faz o som ser humano. Negro-beleza, papai recém-nascido, Fortunato, como me disse que se chamava quando cruzei com ele por acaso da vida perto de um ensaio de maracatú há uns dois anos. François (Françuá) de batismo, filho de africanos, figura ímpar pela translucidez numa ilha que vi esta semana ser chamada de vaidosa. É, além de tudo o mais, produtor. Em 2011 trouxe a Fpolis o espetáculo ECOOU, de Mani Carneiro. Para não falar demais, vamos ao ponto, começando por um vídeo bonito, à flor da pele:

 

Segue a prosa sobre François Muleka, que é artista maduro, se moleque só de coração. O sorriso é o de uma criança leve.

É vocalista, compositor e violonista do Karibu Trio, em que o acompanham no baixo Trovão Rocha e na bateria Maximilian Tommasi. Eis uma amostra do trampo autoral deles:

 
 
François integra também o grupo (Cosanostra, cuja formação se completa com Diogo Valente e Maximilian Tommasi) que acompanha a cantora Renata Swoboda, hit local em Floripa. No YouTube dá para achar vídeos dele com a poeta Ryana Gabech, sintoma da afeição pela palavra.

Faz ou fez outras parcerias, várias, entre as quais vejo como embrião da fase atual dele a Companhia Gentil, que conheci por meio da minha companheira e cantora preferida Joana Knobbe, que é amiga dele, fez participação especial em show da Companhia há alguns anos e me mostrou um CD do grupo hoje em estado latente, já que a atividade principal do Fortunato tem sido dentro do Karibu Trio, vá saber se volta aos antigos companheiros um dia. Sabe-se que participa com facilidade se o chamarem para fazer arte junto. Para quem tiver curiosidade de saber qual era a pegada da Companhia Gentil, um vídeo de 2009:

 
 
Falar do presente: no site novo do artista (título tão desgastado, mas que neste caso merece potência no significado) estão disponíveis para download livre e gratuito o EP e o livro Explicando a Física dos Corpos Semissólidos. Ainda não baixei, mas já divulgo. Quem quiser pode conferir lá: www.francoismuleka.com

Existem pessoas cujo reconhecimento, por mais que tarde um pouco, parece ser um imperativo cósmico.

François Muleka é uma espécie de Profeta Gentileza redivivo.
 
 
 

Anúncios
8 Comentários
  1. grande felipe!! brigadão pelo apoio e pelas palavras bonitas!! grande abraço pra ti, joana e o bebe!!! boa semana e vida longa pra voces!

  2. Parabéns pela publicação!!!

  3. Iara Germer permalink

    Felipe, teu texto é muito bom!!! Adoro ler tuas palavras!

  4. Entrou no ar a campanha de financiamento colaborativo no Catarse para gravação do primeiro CD de François Muleka, Feijão e Sonho. O projeto é da produtora Andrea Rosas. Recomendo enfaticamente apoios de todas as ordens, bastam alguns movimentos de mouse e o valor possível, entre 15 reais e mais de 1000, com contrapartidas correspondentes: http://catarse.me/pt/projects/550-feijao-e-sonho-1-cd-de-francois-muleka

Trackbacks & Pingbacks

  1. Trabalhador « Felipe Obrer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: